Shop More Submit  Join Login
×

:iconeinherjarleo: More from EinherjarLeo


More from deviantART



Details

Submitted on
December 7, 2012
File Size
4.6 KB
Link
Thumb

Stats

Views
32
Favourites
0
Comments
0
×
Odisséia em Cinco Terras
Ao futuro

Olá.

         É uma manhã como qualquer outra céu azul, brisa boa e um clima bem ameno. Não sei quanto tempo faz desde que saí de casa pode ser dias, semanas, mas não chegava a ser meses, eu acho. Mas eu tenho certeza de uma coisa: eu odeio viajar sozinho, eu odeio mesmo.

         Para todos os curiosos meu nome é Mune Sasaki e vim de uma vila rural entre o nada e lugar nenhum. Tudo bem não é pra tanto, mas o lugar é bem escondido de qualquer forma. Saí em viagem faz um tempo e desde então não faço nada além de andar, olhar mapas, andar, comer e beber entre outras coisas, talvez daqui alguns dias chegue em uma outra vila pra descansar, mas enquanto isso não acontece vou andando debaixo do quase escaldante sol que me faz suar feito um porco do mato no espeto.

         Não saí do aconchego do meu lar porque quero ser o melhor espadachim do mundo, buscar conhecimento entre outras motivações que muito sujeito louco tem por aí, pra ser sincero isso não chegaria nem perto de me fazer levantar da cama. O que tenho em mente é algo muito pessoal e uma porrada de preocupação que me distraí tanto que me fez tomar o caminho errado algumas várias vezes e por isso ao invés de dias to demorando semanas pra chegar em uma outra vila, aliás preciso chegar logo lá, meus mantimentos estão no fim e caçar um bicho pro jantar é trabalhoso fora ter que limpar e o risco de uma bela dor de barriga depois disso.

         Viajar dá muito trabalho para ser sincero. Você tem que sempre ficar de olho no mapa e para onde você está indo, tem que preparar comida e bebida para dias a fio e principalmente para uma coisa: bandidos. Moro em uma região chamada Taskria que fica no continente Korelle e esse lugar é quase o que chamam de ponto no meio do nada, sério. Como já mencionei esse lugar fica praticamente escondido e se não fosse pela boa qualidade dos vegetais de lá ninguém saberia de nada sobre Taskria além de ser uma cova de ladrões, mas por Probos (minha vila) ficar em um lugar um tanto quanto ermo isso acaba por ser um bom lugar para vários grupos de bandidos fazerem seus lindos esconderijos, saques e extorsões. E continuando com a sinceridade estou ficando arrependido.

         Por que eu parti da minha vila é algo engraçado de se pensar. Certo não é engraçado, na verdade é ridículo. Saí de lá pra procurar pistas do que seriam meus pais verdadeiros. Descobri alguns anos atrás que fui abandonado e depois adotado, não fiquei em choque, não chorei, não fiquei histérico, não dei chilique, na verdade nem liguei pra isso, meus pais me criaram com juízo e sempre me mantinham na linha quando eles não conseguiam meus irmãos faziam isso fosse na conversa ou no tapa.

         Afinal, por que eu saí de minha vila natal se eu era perfeitamente feliz por lá então?

         Aí que é que está. Não saí só para tentar descobrir quem são meus pais verdadeiros, eu saí por uma outra penca de motivos que não sou muito afim de dividir com ninguém, nem mesmo meus pais ou meus irmãos. Sabe aquela coisinha pessoal que todo mundo tem e que não quer saber de dividir com ninguém? Pois é, é isso.

         Viajar dá muito trabalho para ser sincero. Você tem que sempre ficar de olho no mapa e para onde você está indo, tem que preparar comida e bebida para dias a fio e principalmente para uma coisa: bandidos. Moro em uma região chamada Taskria que fica no continente Korelle e esse lugar é quase o que chamam de ponto no meio do nada, sério. Como já mencionei esse lugar fica praticamente escondido e se não fosse pela boa qualidade dos vegetais de lá, mas por Probos (minha vila) ficar em um lugar um tanto quanto ermo isso acaba por ser um bom lugar para vários grupos de bandidos fazerem seus lindos esconderijos, saques e extorsões. E continuando com a sinceridade estou ficando arrependido.

         Ainda não arrumei nenhuma confusão com nenhum bandido ou ladrão, mas cada noite durmo com o sabre que ganhei de presente de despedida já fora da bainha e com um dos olhos abertos, aliás esse é outro motivo porque não gosto de viajar sozinho. Só que isso não teve jeito, eu não era o melhor exemplo de conduta onde eu morava e sei bem que metade da minha vilinha natal, acho que até mais, comemorou quando resolvi sair de lá.

         Acho que isso já deu para a introdução desse humilde diário de bordo que vou manter até voltar para casa com algum resultado. Quem sabe um dia não mostro isso para as futuras gerações.
Odisséia em Cinco Terras

Capítulo 0 - Ao futuro

Próximo capítulo: [link]

Pasta: [link]
English here: [link]

AVISO: Contém palavras e expressões de baixo calão. Mais ou menos como qualquer coisa hoje em dia.
No comments have been added yet.

Add a Comment: